STJ: é ilegal alta programada para segurados do INSS

Notícia STJ



Em decisão unânime, a Primeira Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) reconheceu a ilegalidade do procedimento conhecido como "alta programada", no qual o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), ao conceder benefício de auxílio-doença, fixa previamente o prazo para o retorno do segurado ao trabalho e o fim do benefício, sem a marcação de nova perícia.

A alta programada constitui ofensa ao artigo 62 da Lei 8.213/91, que determina que o benefício seja mantido até que o segurado seja considerado reabilitado para o exercício de atividade laboral, constatação que, no entendimento do relator, exige avaliação médica.

“A cessação de benefício previdenciário por incapacidade pressupõe prévia avaliação médica, sendo imprescindível, no caso concreto, que o INSS realize nova perícia, em ordem que o segurado retorne às atividades habituais apenas quando efetivamente constatada a restauração de sua capacidade laborativa”, concluiu o ministro Sérgio Kukina.


Fonte Notícias STJ


#Previdência

#INSS


1 visualização

Posts recentes

Ver tudo

Avenida Getúlio Vargas, 901, sala 1707, Menino Deus, Porto Alegre - RS,

CEP 90150-003

Telefone: 51- 30222198

contato@adveunicegomes.com.br